Conhecendo um pouco da nossa história

A escola originalmente é um desmembramento da Escola Técnica Getúlio Vargas da Rua Piratininga, criada pelo Decreto 13.178, de 07/01/1943.

DECRETO N. 43.182, DE 25 DE MARÇO DE 1964: Artigo 1.º - Fica autorizada a Escola Técnica "Getúlio Vargas" a funcionar nos seguintes prédios: no bairro Ipiranga, à rua Moreira e Costa, s/n., onde funcionarão os seus cursos de 2ºciclo do ensino médio; nos bairros Tatuapé a rua Emílio Malet, s/n., e Vila Prudente,  rua AméricoVespúcio, n. 1.241, onde funcionarão os seus cursos de 1.º ciclo. 

Pelo Decreto 44.533 de 18/02/1965, publicado em D.O. em 19/02/1965 pag. 3, passou para Colégio Industrial Getúlio Vargas - Setor do Tatuapé.

Pelo Decreto 52.499 de 23/07/1970, publicado em D.O. em 24/07/1970. págs. 2 e 3, recebeu a denominação de Colégio Técnico Industrial do Tatuapé.

Pelo Decreto 49.467 passou a denominar-se Ginásio Industrial Estadual Martin Luther King em 16/04/1968.

Pela Resolução SE de 28/01/1976, houve a fusão do Ginásio Industrial Martin Luther King e Colégio Técnico Industrial do Tatuapé para Centro Estadual Interescolar Martin Luther King.

Pela Resolução SE 120 de 22/06/1985, págs. 40 e 41, houve a transformação para Escola Técnica Estadual Martin Luther King, integrando a Escola como Unidade Escolar da DISAETE.

Em 1993 passa a fazer parte da rede de escolas técnicas do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, hoje uma autarquia da Secretaria do Desenvolvimento do Estado de São Paul o.

Atualmente a Martin Luther King oferece, além do Ensino Médio, os cursos técnicos:

Técnico em Mecânica autorizado pelo Parecer CEE 168/98, DOE 01/05/98, mas em funcionamento com outras denominações desde a fundação da escola;

Técnico em Administração com autorização de funcionamento a partir de 03/07/2002;

Técnico em Mecatrônica com autorização de funcionamento a partir de 30/05/2003;

Técnico em Manutenção Automotiva (denominação atual do curso Técnico em Automobilística) com autorização de funcionamento a partir de 30/07/2004;

Técnico em Automação Industrial com autorização de funcionamento a partir de 30/01/2008;

Técnico em Marketing com autorização de funcionamento a partir de 06/01/2009.

Em 1965 a Escola Técnica Getúlio Vargas da Rua Piratininga, criada pelo Decreto 13.178 de 07/01/1943, foi desmembrada em setores e a hoje ETEC Martin Luther King ficou sendo o Colégio Industrial. Em 1970 recebeu a denominação de Colégio Técnico Industrial do Tatuapé.

Em 16/04/1968 passou a denominar-se Ginásio Industrial Estadual Martin Luther King.

Pela Resolução SE de 28/01/1976, houve a fusão do Ginásio Industrial Martin Luther King e Colégio Técnico Industrial do Tatuapé para Centro Estadual Interescolar Martin Luther King.

Pela Resolução SE 120 de 22/06/1985 houve a transformação para Escola Técnica Estadual Martin Luther King, integrando a Escola como Unidade Escolar da DISAETE - Divisão de Supervisão.

Em 1993 a escola é transferida para o Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza e o Ensino Médio é separado do Ensino Técnico.

Até 2001 só oferecia o curso de Mecânica e funcionava com 6 salas de aula e oficina mecânica.

Em 2001 foi implantado o curso de Segurança do Trabalho no período noturno (atualmente a escola não oferece mais este curso). Em 2003 iniciaram-se os cursos de Mecatrônica e Administração. A ETEC teve um crescimento acelerado a partir do ano de 2002: novos cursos, novos laboratórios, aumento significativo no número de alunos.

Hoje ela conta com 12 salas de aula, 4 laboratórios de Informática, 1 laboratório de autocad, oficina mecânica e oficina automobilstica, laboratórios de Física, Química e Bilogia, Robótica,CNC, Hidráulica e Gestão.

A MLK cresceu e não para de crescer. Possui classes descentralizadas na EE República do Paraguay.

Enquanto sua equipe gestora tiver determinação, sem medo de desafios, ela continuará crescendo e, principalmente, mantendo a qualidade de ensino que é sua característica mais marcante.

ALTERADO

DIA 25/11/2014